Boa Semana

Ao som de Luciana Melo||||


"Pra viver e pra ver
Não é preciso muito
Atenção, a lição
Está em cada gesto
Tá no mar, tá no ar
No brilho dos seus olhos
Eu não quero tudo de uma vez
Eu só tenho um simples desejo..."


Meditar

Espaço vazio
habitável, mas desocupado
Lugar espaçoso
mas sem locomoções
Espaço novo
de um lugar antigo
parte do existente
lugar reservado
... ainda restrito
de origem real
onde a eternidade habita
na essencia pura e vivêncial
Aos arredores bosques
campos verdes, algumas flores
contam com o céu azul
azul do mar e o
mar com areia
Estradas extensas
de furor horizontal
de beleza forte como a terra
ardilosa, barrosa ao passar
Existe uma habitação grande como
Castelo
... comodos vazios
em direção ao Palácio real
mas, de rica pobreza
o Rei que habita parece usar
a roupa que eu uso
Ao caminhar percebo
que o sentido se renova
e que a vida acontece
existencialmente
e ocorre ao caminhar
Aprender é ter capacidade
de habitar o inabitável
possui o imprevisto
de compreender o que
ainda não foi
Compreendito...

Rogério Costa - 18/03/2009

Cisne Negro

O Filme: Cisne Negro

O Lago dos Cisnes requer uma bailarina capaz de interpretar tanto o Cisne Branco com inocência e graça, quanto o Cisne Negro, que representa malícia e sensualidade. Nina (Natalie Portman) se encaixa perfeitamente no papel do Cisne Branco e é a primeira escolha do diretor Thomas Leroy (Vincent Cassel). Mas surge uma concorrente: a nova bailarina Lily (Mila Kunis), a própria personificação do Cisne Negro. As duas desenvolvem uma amizade conflituosa, repleta de rivalidade, e Nina começa a entrar em contato com seu lado mais sombrio, com uma inconsequência que ameaça destrui-la.

Assisti o Filme achei muito bom e simbólico, bem envolvente devido a simultaniedade entre LUZ e SOMBRA, esses são os aspectos psicológicos mais presente ao longo do filme, o processo de individuação é vivido por Nina entre um grande conflito com seu inconsciente, perturbador e apaixonante sua sombra não integrada surge ao longo de sua jornada conturbada e aflitiva. Sua imagem produzida pela mãe vai perdendo espaço para um novo papel que Nina deseja interpretar na vida... Atraves do envolvende balé o filme tras uma mensagem única e essencial:
A perfeição não está em desempenhar perfeitamente um papel. A perfeição é ser inteiramente aquilo que se é. É impossivel transcender o que é meramente humano, sem interagir com o que ainda não somos, com o que ainda não podemos. Toda sombra mostra-nos algo fundamental a presença clara de uma Luz!